Novo EP! Baorá

5 de outubro de 2016

Baorá ou O rio está enchendo…

Neste outubro de 2016, lanço meu novo EP: Baorá, uma obra cujas margens são estabelecidas pelo curso da água e do tempo (ouça aqui).

Em meu segundo trabalho autoral (o primeiro foi o álbum Lar, de 2013), saio da oca para navegar por variantes regionais da música popular, tendo como metrônomo uma clepsidra movida por híbridas águas brasileiras.

Por sorte, tenho novamente a honra de contar com a capitania de Dudinha e uma super tripulação: Daniel de Paula, Erik Escobar, Jota Erre, Marcio Forte, Ricardo Herz, Samuel Fraga, Tatiana Parra, Thomas Rohrer, Toninho Ferragutti e Walmir Borges. Na equipe técnica, Tofu Valsechi (assistente técnico e mixagem, junto a Dudinha) e Mauricio Gargel (masterização).

No transcorrer de suas 4 faixas, mergulhei na sabedoria ancestral indígena de nosso povo como inspiração para abordar a ilusória, e real, passagem do tempo. Afinal, exceto pelo movimento relativo – desde a órbita dos astros aos ciclos de vazante e cheia dos rios – o que é o tempo senão uma convenção humana, linda e necessária, que nos auxilia a desbravar os caminhos da existência?

Na tribo dos Karajás, segundo o indianista João Américo Peret, os 12 meses do calendário gregoriano são análogos às variações cíclicas de marcantes acontecimentos da Natureza. Maybã, por exemplo, significa “é tempo de milho verde” e corresponde a janeiro; Rarado-uebto, “as árvores tem flores que alimentam os animais”, indica maio. Baorá coincide com o último mês do ano e significa “o rio está enchendo”, daí decorrendo o nome do disco.

E assim vou seguindo o curso sinuoso da existência, esperando a hora do rio transbordar. 🙂

Espero que gostem!

Com carinho,
Bruno Roberti
Outubro (ou Baé-bã dereká: “iniciaram as chuvas e o rio começa a encher”).
2016.


FICHA TÉCNICA:

1. Baorá (Bruno Roberti)
2. Pororoca (Bruno Roberti)
3. Riacho (Bruno Roberti)
4. Ponteiros (Bruno Roberti)

Produção Musical e Executiva
Dudinha

Apresentando
Daniel de Paula, Erik Escobar, Jota Erre, Marcio Forte, Ricardo Herz, Samuel Fraga, Tatiana Parra, Thomas Rohrer, Toninho Ferragutti e Walmir Borges.

Gravado no Buena Familia Studio – São Paulo, capital; exceto faixa “Baorá”, gravada por Bruno Roberti em sua casa no Recife – PE.

Engenharia e Edição de Áudio
Dudinha

Assistente para Edição de Áudio
Tofu Valsechi

Mixagem
Dudinha e Tofu Valsechi no Buena Familia Studio – São Paulo, capital.

Masterização
Mauricio Gargel

Arranjo para Violinos em “Pororoca”
Dudinha

Projeto Gráfico
André Roberti

Fotografia
Thais Lima

NEWSLETTER